PROJETO FAISCA

LANÇAMENTO LIVRO BILINGUE "A SAGA DO SURDO"

Não praticamos spam. email is 100% seguro!

O começo está no princípio.

Como a proposta do projeto “Conhecimento em gotas” é exatamente escrever pouco e dizer muito. Vamos lá!

O título desse texto é uma brincadeira porque sempre digo “as coisas começam do começo”, quero dizer que muitas vezes não aprendemos porque não começamos do começo, não aprendemos do pequeno para o grande (a natureza mostra-nos exemplo), todos sabemos que éramos mui pequeninos, e o mistério da criação aconteceu, o milagre da vida, cada coisa em seu lugar se formando até que… nascemos! então, no aprendizado da Língua Portuguesa e da Língua de sinais brasileira não é diferente, precisamos aprender a partir do pequeno para o grande, e na ordem certa, como nos ensina a mãe natureza que faz tudo como calma, diligência, disciplina e na ordem certa.

Para aprendermos Língua de sinais brasileira precisamos primeiramente entender a cultura Surda que é um mundo novo diante de nós, em primeiro lugar é necessário entender como essas pessoas encaram e vêem a vida, como o seu cérebro processa o conhecimento, como são esses processos de convivência a partir da característica de não ouvir desde a concepção, fato que torna a pessoa surda um ser humano com cultura e estrutura linguística diferente da nossa, e isso nos instiga a saber mais sobre essa cultura que enriquece-nos em nossa maneira de ver e entender as coisas da vida através de uma nova perspectiva.

Antes de aprender língua de sinais é importante entendermos que existe toda uma subjetividade da pessoa Surda que ampliará nosso ser através da sua visão de mundo e com sua essência humana nos ensinará a enxergar o que antes era escondido aos nossos olhos, visto que a cultura ouvinte é intimamente ligada aos sons, e não víamos “o visível” tornando-nos cegos em potencial, pois olhando não vemos, porque não observamos, todavia, aproximando-nos da cultura Surda e aprendendo a língua de sinais começamos a entender que há outra dimensão a qual chamamos de espaço visual, esse fator de visualização e entendimento manifestado em sinais dentro de uma espacialidade fornece o encaminhamento para manifestar nossos pensamentos através de sinais, expressões corporais e/ou classificadores chamando-nos á arte de comunicar os diversos afetos da nossa alma através de expressões manuais e não manuais.

Resumindo a história, a cultura Surda começa na essência humana do ser que apreende o mundo primordialmente pela visualização, e portanto faz uso diferente da língua e da linguagem inerente a todo ser humano para manifestação dos tesouros do seu conhecimento.

O começo está no princípio e o principio é a cultura Surda, sendo que a mesma nasce da perspectiva de um ser que desde da gestação apreende o mundo sem a interferência do som tornando-o culturalmente como um estrangeiro que é nosso semelhante, mas com diferenciação cultural..

Quer participar do nosso grupo de discussão no WhatsApp add 43 99840-4888

Professor Melquiedes, um eterno aprendiz.

PROJETO FAÍSCA.

CURSO CLASSIFICADORES COM PROFESSOR SURDO - LUCIANO CANESSO

100% seguro. NÃO AO SPAM

About the Author

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *